Reboot de Eu Sou a Lenda, e como o final deveria ser!

eu-sou-a-lenda-outracoisa

Não faz nem tanto tempo assim, que o cadáver do filme estrelado por Will Smith “Eu Sou a Lenda” esfriou, e a Warner Bros. já está planejando um reboot (talvez para corrigir o final cagado?). Tanto que já foi confirmado que Will Smith não voltará ao elenco, pois como vocês sabem, Will é bem relutante no quesito de participar de sequências, quaisquer delas, inclusive este seria um dos motivos para ele não participar de Independence Day 2.

16442_TheGardenAtTheEndOfTheWorldAnos atrás, existiu uma tentativa para produzir uma sequência do filme, mas acabou não dando certo, então o plano agora é trabalhar em um roteiro baseado em “A Garden at The End of the World de Gary Graham. Ou seja, novamente o estúdio não vai se basear inteiramente no livro original, mas sim adaptar um roteiro que já existe, e transformá-lo em Eu Sou a Lenda.

Descrito como uma versão de ficção científica do clássico Western, Rastros de Ódio de John Ford, “A Garden at the End of the World” tem alguns conceitos semelhantes com Eu Sou a Lenda e o estúdio contratou Graham para reescrever o roteiro e fazer ele se encaixar na franquia.

Soa bem pessimista não é?

O que eu me pergunto, é, porque não utilizam o roteiro da obra original, que é um belo de um roteiro por sinal?

Li um “resumo” de como é a história do livro comparado ao filme, e não entendo porque fizeram o filme do jeito que ele foi; um simples filme de um cara enfrentando uma epidemia apocalíptica.

Contarei para vocês como a coisa acontece na obra original e vejam se vocês concordam comigo! (CONTÉM SPOILERS DO LIVRO)

cats

No livro acontece o seguinte; alguns dos vampiros, evoluem como uma nova espécie, mas essa nova especie que mata e domina a antiga, são de vampiros inteligentes, eles se comunicam entre si e formam sociedades escondidas da luz do sol, e eles criam famílias, amizades e etc, assim como a nossa sociedade atual, e essa nova especie se estabelece no lugar da antiga. Mas o “will smith” não sabe disso, pra ele são apenas vampiros e os mata como baratas, continua fazendo como fazia com os outros que eram apenas monstros, e os novos vampiros como são inteligentes, passam a temer o Will vendo ele como um monstro, ele é o monstro do dia, que entra nas casas matando as famílias e pegando crianças e mulheres pra fazer experimentos, no final real, os vampiros invadem o laboratório dele, e pegam a mulher que ele mantinha lá pra fazer suas experiências, o “marido” dela leva ela embora e todos olham pro Will como um monstro, e ele entende que o verdadeiro monstro ali era ele, o mundo havia sido populado por uma nova espécie, e ele era o diferente, ele era o monstro, por isso o nome “Eu Sou a Lenda”!

Não sei vocês mas pra mim o filme nesse formato seria uma bela obra, com mais profundidade, mais história. Mas enfim, Hollywood é Hollywood, teremos que esperar pra ver o que vai sair.


Avatar Filipe Pazzine
Filipe Pazzine Vai assistir de todo jeito
Hey Hey! Siga o Cavalo22 no Twitter, Facebook e Google Plus e fique por dentro das novidades do mundo pop.

Você pode gostar...

0 comentários sobre “Reboot de Eu Sou a Lenda, e como o final deveria ser!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias